quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Você tem experiência?

No processo de seleção da Volkswagen do Brasil, os candidatos deveriam responder a seguinte pergunta: 'Você tem experiência?'
A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso, e com certeza ele será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia e acima de tudo por sua alma.

Redação Vencedora:

Já fiz cosquinha na minha irmã pra ela parar de chorar.
Já me queimei brincando com vela.
Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto.
Já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo.
Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista.
Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora.
Já passei trote por telefone.
Já tomei banho de chuva e acabei me viciando.
Já roubei beijo.
Já confundi sentimentos.
Ja peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.
Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro.
Já me cortei fazendo a barba apressado.
Já chorei ouvindo música no ônibus.
Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que eram as mais difíceis de esquecer.
Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas.
Já subi em árvore pra roubar fruta.
Já caí da escada de bunda.
Já fiz juras eternas.
Já escrevi no muro da escola.
Já chorei sentado no chão do banheiro.
Já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante.
Já corri pra não deixar alguém chorando.
Já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.
Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado.
Já me joguei na piscina sem vontade de voltar.
Já bebi uísque até sentir dormente os meus lábios.
Já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.
Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso.
Já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial.
Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar.
Já apostei em correr descalço na rua.
Já gritei de felicidade.
Já roubei rosas num enorme jardim.
Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um 'para sempre' pela metade.
Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol.
Já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.

Foram tantas coisas feitas...

Tantos momentos fotografados pelas lentes da emoção e guardados num baú, chamado coração.
E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: 'Qual sua experiência?' Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência... experiência... Será que ser 'plantador de sorrisos' é uma boa experiência? Sonhos!!! Talvez eles não saibam ainda colher sonhos! Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta:Experiência? Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova?

(Publicado no jornal interno do RH - Volkswagen do Brasil - nome do candidato não mencionado)

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

"Para ser, aja como se fosse."

"Para ser, aja como se fosse."...  já é um bom começo!!


Dê o exemplo! Seja o exemplo! Viva o exemplo!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Até amanhã!

          É! Até amanhã!   Esta frase me inspirou a escrever mais uma vez.  Vou contar como aconteceu.
          Na semana passada resolvi cortar meu cabelo.  Como de costume agendei o último horário do dia.
          Saindo de lá resolvi passar na padaria de sempre e garantir o “pãozinho” do café da manhã.
          Por já passar das 20h a padaria em questão já estava fechada, então foi até outra que fica um pouco mais distante mas nem tão fora do caminho de casa.
          Chegando lá fui atendido, tudo numa boa.
          Paguei a conta e a moça entregou a sacola.
          Quando virei as costa para sair ela disse: -“Até amanhã!”
          Confesso que fiquei em choque e cheguei a trancar o passo.  Até amanhã? Mas nunca venho aqui.  Será que ela me confundiu com alguém?
          Bem, continuei meu caminho e confesso que os 10 minutos seguidos que levei até chegar em casa foram de questionamento.  Porque “até amanhã”?
          Cheguei a conclusão que isto nada mais era uma forma simples e de grande resultado de MARKETING.  Isto mesmo!
          Durante o dia seguinte (o então amanhã) fiquei com o “até amanhã” em minha cabeça.
          O resultado disto é que acabei novamente caminhando um pouco mais e retornei à padaria em questão.  Afinal a atendente havia me deixado no compromisso de ir lá no outro dia, quando me disse “até amanhã”.
          Como é simples captar, manter ou reaver clientes.  Basta ser criativo!
          
          Esperando ter o mesmo resultado... forte abraço e ATÉ AMANHÃ!!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Somos muitos mais do que pensamos!

"Às vezes, as correntes que nos impedem de sermos livres são mais mentais do que físicas." 

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Chamar ou reconhecer?


        Uma peça de teatro que nunca acaba... isto se chama VIDA
        Seus atores tem que improvisar quase que o tempo todo... estes CHAMAMOS de PESSOAS...
mas nem sempre eles desenvolvem um bom papel.
        Para explorar o melhor de cada um é preciso muita atenção e reconhecimento... isto É MOTIVAÇÂO
        E para este trabalho existem os verdadeiros diretores... estes RECONHECIDOS como LÌDERES!.

Autor: Rafael Brilhante - http://rafaelbrilhante.blogspot.com

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Qual é a sua obra?

 Cada vez mais me faço esta pergunta.  Acabo de encerrar mais uma grande, aliás “enorme”, fase da minha vida.
No último dia 21 de agosto tive minha última reunião como sócio do Rotaract Club Taquari, depois de 13 anos de Família Rotária.
Tudo começou em 08 de agosto 1997.  Com 17 anos resolvi aceitar o convite de dois grandes amigos para participar do então Interact Club de Taquari.
Naquele tempo, mesmo estando no término do segundo grau e já quase na maior idade, eu era um jovem divertido mas ao mesmo tempo muito tímido.
Em outubro daquele ano me deram o cargo de tesoureiro do clube, já que eu fazia o curso técnico em contabilidade.  Em dezembro fui eleito presidente do clube.   Assim assumi este cargo no início do Ano Rotário, 1º de julho 1998.
Vendo a forma que meus companheiros de clube, e os próprios rotarianos agiam e falavam em público, descobri o meu caminho.  Era isto que eu tinha como objetivo: Falar em público!
Foi muito estranho e demorado aquele caminho, mas tice as pessoas que me deram sustentação para este objetivo, mas principalmente eu soube aproveitar as oportunidades que surgiram à minha frente.
Depois de um ano como presidente daquele clube fiquei um ano formando, negociando e convidando jovens para juntos formarmos o Rotaract Club de Taquari, que na época não existia.
Em 16 de junho de 2000 estávamos fundando aquele clube, e novamente eu como presidente.  Tomei gosto pela “coisa”!
Com excelentes companheiros fomos executando projetos, participando de treinamentos e conhecendo maravilhosas pessoas por este mundo à fora.
Em julho de 2005 assumí como Representante Distrital de Rotaract.   Com a função de integração e coordenação dos clubes do Distrito 4.680 do Chuí à Candelária-RS.
Tempos difíceis.
Digo sem sombra de dúvidas que foi o momento mais difícil da minha vida.   Minha vida profissional, financeira e consequentemente pessoal estava uma bagunça.  E mais esta responsabilidade.
Não fui nem próximo do que eu queria ter sido no exercício desta função.  Na época eu disse que eu fiz o que “foi possível”.
Hoje 5 anos depois, com minha vida já organizada, vejo que “fiz o impossível” naquele tempo.  Não acredito que suportei tudo que passei naqueles momentos.
Nestes 13 anos participei de vários treinamentos Brasil à dentro.  Estes com pessoas verdadeiramente especiais.
Nestes momentos conheci muita gente boa.  Outras nem tanto, mas sem sombra de dúvidas isto me ensinou a reconhecer o interior das pessoas em um simples BOM DIA.
E isto me ajuda diariamente em minha vida profissional.  Em cada cliente que visito sei como tratar e como “lidar” com estas pessoas ao qual eu convivo.
Pergunto-me novamente: Qual é a sua obra?
Minha obra é nada mais nada menos do que meu conhecimento.
Agora quero repassar este conhecimento.   Estou finalizando uma palestra/treinamento que tem como finalidade o desenvolvimento de liderança em jovens.
Não quero “criar” formadores de opinião, mas sim, QUESTIONADORES de opinião.

Amigos leitores, pretendo agora ter mais tempo para vocês.  Quero a opinião verdadeira sobre meus textos.
Minha intenção não será MUDAR a opinião das pessoas, mas dar a oportunidade de questionar o que temos como regra.


Forte abraço!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Insubstituível

Em minhas andanças por várias empresas que visito, acabo ouvindo: “Ninguém é insubstituível!”.  Será que realmente não é?
O Texto que segue recebi de um amigo.  Não sei quem o escreveu.  Sei que não pode ser tomado como “via-de-regra” , mas nos faz refletir muito, principalmente aqueles que ocupam um cargo de gestão, sendo em uma empresa privada, publica ou mesmo uma entidade filantrópica.
"
Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores. Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "ninguém é insubstituível". A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada. De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:
- Alguma pergunta?
- Tenho sim.
- E Beethoven ?
- Como? - o encara o diretor confuso.
- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?
Silêncio.....
O funcionário fala então:
- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.


Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Gandhi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? etc...
Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.
Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.
Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus 'erros/ deficiências'.


Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo, se Picasso instável, Caymmi preguiçoso, Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico ...
O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.


Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.


Se seu gerente/coordenador , ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/ técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.


Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.


Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e hoje, para substituí-lo, chamamos:... . Ninguém ... pois nosso Zaca é insubstituível"


Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... com toda certeza ninguém o substituirá!


"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo..., mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."


"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é..., e outras..., que vão te odiar pelo mesmo motivo..., acostume-se a isso..., com muita paz de espírito. ..".




                        "Não tentes ser bem sucedido, tenta antes ser um homem de valor." Albert Einstein


"
Forte abraço à todos!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Eu me rendo!


          Nunca me ví escrevendo um blog.  Mas, é inevitável.  Eu me rendo!
          Depois de muita insistência de alguns, mas principalmente, depois de ver vários blogs totalmente "sem noção", resolvi iniciar o meu.
          Mas antes de mais nada resolvi começar pesquisando um pouco sobre os blog's.
          Encontei no site "As Novidades" alguns dados desta, apesar de antiga, novissima ferramenta de comunicação e popularização de pensamentos.
          Cada vez mais o blog deixa de ser somente uma diversão e se tranforma em um grande "golpe de marketing".  Isto mesmo!   Muitos e muitos.. muitos mesmo, profissionais, principalmnte os profissionais liberais, ou os que prestam serviço de gestão e/ou consultoria, vem utilizando o blog como uma divulgação do seu trabalho.
         Através do blg pode-se "estravasar" as idéias.
         Então vamos aos dados que extrai do site "As Novidades":
         Ano de criação: 1995

         Jorn Barger: Autor de um dos primeiros blogs
        Nome inicial de Blog: Weblog e depois wee-blog e por último Blog
        Ano de 1999: Empresas desenvolvem e lançam softwares para automatizar os blogs e um chamado de Blogger foi o mais aceito pela facilidade de uso.
       Ano de 2000: Criado o permalink = ligação permanente e foi criado programas pelos hackers para que os leitores pudessem deixar comentários.
        Blogosfera: Nome usado para o Mundo dos Blogs.
        Blogueiro: Nome usado para designar aquele que escreve bogs
        1999: existiam menos de 50 blogs.
        2000: já eram milhares
        2003: em torno de 3 milhões
        2007: Estimado em 70 milhões
        Estimativa de crescimento diário é de 120 mil novos blogs.

Espero que apreciem a leitura do meu blog e conto com seu comentário!

Forte abraço!